quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

A memória anda falhando? Veja dicas e alimentos que podem reverter esse processo!

A sua memória não é mais a mesma.
Efeito da idade? Um pouco sim, talvez. É fato que a medida que envelhecemos, as nossas habilidades mentais se deterioram.
Mas saiba que, apesar da nossa capacidade de processar e armazenar informações diminuírem,  as pequisas mais recentes mostram que isso pode ser revertido.

Algumas práticas, hábitos e alimentos podem aumentar a oxigenação e a nutrição em nosso cérebro, fazendo uma grande diferença na hora de memorizar alguma coisa.

Veja alguns deles:

Atividade diária: Praticar jogos de xadrez, palavras cruzadas, exercícios simples como recordar fatos do dia-a-dia (o que comeu no almoço, o que leu no jornal do dia, o que ocorreu no último capítulo da novela, etc.)

Aprender novas habilidades: computador, pintura, música, etc.

Cultivar a atenção: Ater-se aos fatos mais importantes dos que ocorreram durante o dia e procurar guardá-los; exercitar-se com objetos simples mantendo a concentração (pegue um relógio, por exemplo, e procure concentrar-se no mesmo, observando suas características, etc); exercitar-se com um texto e procurar refletir somente sobre o mesmo (um poema, um salmo, etc).

Exercícios mentais: Associar fatos a imagens e procurar guardá-los na memória. Imaginar um alimento suculento e imaginar todas as suas características a ponto de sentir prazer.

Alimentação: A boa alimentação é fundamental para a conservação da memória. Deve-se evitar excessos (de álcool, de açúcar, de gorduras, de industrializados). Jejuns prolongados fazem com que o cérebro fique sem glicose, e não funcione corretamente.
Uma boa alimentação para a memória é bem balanceada entre proteínas, gorduras e açúcar, sendo rica em vitaminas. A tiamina, o ácido fólico e a vitamina B12 são importantes para o metabolismo dos neurotransmissores envolvidos no processo da memória, devendo ser utilizados de preferência produtos naturais.
Os estudos já comprovaram também que a falta de ácidos graxos essenciais como o Ômega 3 afeta diretamente a memória e concentração, por isso o consumo de peixes de água fria como o salmão e atum e sementes como a linhaça, são bem vindos.
A água é muito importante, devendo se ter cuidado em manter-se a hidratação.



Psiquismo: Estar relaxado e emocionalmente bem, é fundamental para manter uma boa atenção de conservar a memória. A tensão e a ansiedade prejudicam a memória. A depressão dificulta muito o processo de memorização.

Atividade física: Os exercícios feitos regularmente trazem benefícios importantes para o processo de memorização. Uma simples caminhada diária é o suficiente.

Sono: O repouso cerebral é muito importante para se ter uma boa memória. Quem sofre de insônia tem sua memória prejudicada.


Que tal tentar alguma ou todas essas sugestões juntas?

Só não vale esquecer de colocar em prática ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário, dúvida ou sugestão é muito bem vindo!