quinta-feira, 31 de março de 2011

O poder do limão: da desintoxicação à perda de peso


Você sabia que consumir limão diariamente pode trazer muitos benefícios à saúde e promover uma verdadeira limpeza no organismo?
Ele tem o poder de alcalinizar o nosso sangue. E isso é um poder em tanto!
Digo isso porque a nossa alimentação em geral e nossos hábitos de vida propiciam um aumento de acidez no sangue. Essa acidez é uma grande causadora de doenças pois faz com que o nosso organismo se mantenha num estado intoxicado.
Entre os sintomas de um organismo em estado ácido estão: falta de disposição, dores de cabeça, mau hálito, problemas digestivos e intestinais (fermentação, intestino solto ou preso, azia), falta de concentração e por aí vai.
Além do consumo do limão é importante equilibrar a alimentação para que haja um maior consumo de alimentos que produzem efeito básico do que alimentos que produzem afeitos ácidos. Observe que o efeito é o que importa, já que o limão é um alimento ácido com um efeito muito básico.
Entre os hábitos alimentares que mais acidificam o sangue está o consumo excessivo de proteína animal, tão comum hoje em dia, principalmente pelo mito difundido de que a proteína animal é a melhor escolha para quem quer emagrecer. Mas se o excesso dela acidifica o sangue até a perda de peso fica difícil. Por isso aquele franguinho grelhado com salada no jantar pode fazer um verdadeiro estrago para quem já está cheio de acidez no corpo.
Mas isso é assunto para um outro artigo, hoje falaremos sobre o limão!!!

Leia abaixo o texto escrito por Camila Silveira e extraído do site Doce Limão, da maravilhosa química e cientista Conceição Trucom.
Você já deve ter escutado que tomar um copo de água com limão logo de manhã é um bom hábito para quem quer emagrecer. 
A triste verdade é que dietas milagrosas não existem, porém o consumo dessa fruta tão popular traz sim muitas vantagens ao organismo, que, consequentemente, ajudam a eliminar aqueles quilinhos a mais. Além de ser rico em ácido cítrico (5 a 7%) e ter algumas vitaminas como a C e as do complexo B, o limão é desintoxicante e adstringente.
Ele também auxilia na digestão e atua como um antibiótico natural, que ajuda a combater bactérias e demais microorganismos oportunistas.
Quem tem gastrite também pode se beneficiar desse suco poderoso, pois ele alcaliniza o organismo, fortalecendo o sistema imunológico e cicatrizando tecidos e mucosas.
Para completar, o limão ajuda na fixação dos sais minerais, como ferro, cálcio e magnésio. "Isso significa que a pessoa fica com todos os sais importantes para que o metabolismo funcione de uma forma mais harmônica", explica Conceição Trucom, química, cientista e escritora do livro O poder de cura do limão. Ela também afirma que o maior compromisso do limão é com a saúde física e mental, e não com perda de peso.
"O limão acelera o processo digestivo, e as pessoas confundem isso com emagrecimento. Quando uma pessoa tem excesso de gordura corporal, possui falhas digestivas. Ao colocá-lo em qualquer refeição, seja na forma de suco ou raspas da casca, o processo fica mais rápido e a formação da depósitos de gordura torna-se mais lenta", diz. Segundo Conceição, um dos principais benefícios da fruta é a mineralização eficiente do organismo, o que faz com que a pessoa fique mais lúcida. "Além de nutrir todas as células e sistemas, esse processo faz com que o cérebro funcione mais ativo e acordado'".
Ao contrário dos conceitos arraigados na sociedade, inclusive entre médicos e nutricionistas, o limão só pode ser reconhecido como um alimento ácido até o momento de ser ingerido, pois após sua ingestão, puro ou idealmente composto com outros alimentos, funcionará como um agente alcalinizante, condição esta que será tão mais constante, quanto mais diário e metódico for o consumo do limão.
O ácido cítrico do limão, quando ingerido, irá se combinar com sais minerais livres (biodisponíveis) a base de cálcio, magnésio e ferro, formando os respectivos citratos salinos, que conferirão o desejado pH ideal que é levemente alcalino.
Tal fenômeno explica outra importante propriedade terapêutica do limão, que é a de ser um agente de fixação de sais minerais.

terça-feira, 29 de março de 2011

Nutrigenômica: Alimentação baseada no perfil genético

 

            Você sabia que o que você come pode modificar um gene e isso ser passado a outras gerações? Isso significa que o seu hábito de vida hoje pode refletir na qualidade de vida do seu neto. Podemos influenciar a predisposição genética das nossas gerações seguintes, simplesmente por nossas escolhas alimentares.

            A Nutrigenômica é a ciência que busca o entendimento para como a nutrição (compostos bioativos) afeta o equilíbrio entre a saúde e a doença por meio da alteração da expressão e/ou da estrutura de um perfil genético individual. Pode ser rapidamente definida como o estudo da relação entre o consumo de nutrientes e o código genético.

            Altura, cor dos olhos, dos cabelos, formato do nariz, da orelha, cor da pele... Grande parte das características que diferenciam os indivíduos uns dos outros é determinada pelo fator genético.            

            Recentemente, o projeto Genoma Humano mapeou todos os genes da espécie humana – aproximadamente 25 mil. No futuro, possivelmente poderemos prever com bastante antecedência o aparecimento de doenças crônicas e cânceres, por exemplo. Tendo conhecimento de que nutrientes e os compostos bioativos podem modificar a expressão genética ou alterar a estrutura do DNA, sabemos que através da alimentação podemos modular geneticamente um organismo para predispor menos ou mais ao surgimento dessas doenças.

            Um exemplo de como isso acontece é o impacto dos flavonóides na prevenção do câncer. Pesquisadores demonstraram pela primeira vez em 1996 que os flavonóides presentes nas frutas cítricas aumentam a expressão dos genes envolvidos no sistema orgânico de defesa contra o câncer. Assim serve para os genisteína da soja e seu papel na ativação dos genes que elevam os níveis de HDL- colesterol, ou o resveratrol do vinho tinto e seu estimulo nos genes que protegem tecidos contra o stress oxidativo.

            A nutrigenômica propõe que a dieta de cada indivíduo seja única, assim como é seu mapa genético. Alimentos que para um são benéficos, para outros podem ser potencialmente prejudiciais. Esta personalização pode garantir uma maior eficiência na prevenção de doenças e melhora na qualidade de vida e longevidade.

terça-feira, 22 de março de 2011

10 trocas que fazem toda a diferença!



Mudar hábitos não é fácil.
Na alimentação, é mais difícil ainda pois além da resistência em fazer escolhas mais saudáveis existe a dificuldade em mudar uma rotina a que se está acostumado há, muitas vezes, anos.
Mais saiba que mesmo sem fazer grandes mudanças, pequenas trocas podem fazer toda a diferença para um organismo mais saudável e equilibrado.

Veja algumas dessas trocas que fazem a diferença:

1. SUCO DE FRUTAS POR SUCO DE FRUTAS + FOLHAS OU VEGETAIS - Ao invés de tomar só suco de laranja, faça laranja com couve, maçã com pepino, melancia e salsão...

2. PÃO INTEGRAL DE MARCAS GRANDES POR MARCAS LOCAIS - Os pães distribuídos em larga escala são mais cheios de conservantes. Prefira os pães que estragam mais rápido como os do supermercado ou da padaria

3. REQUEIJÃO LIGHT POR MANTEIGA OU ABACATE - Bem mais nutritivos e muito mais saborosos (o abacate bem maduro é uma opção maravilhosa para passar no pão ou torrada, ainda mais com um pouco de azeite e sal- aqui mais uma vez vale criar o hábito!)

4. BARRINHA DE CEREAL POR FRUTAS OU CASTANHAS - Mais fibras, nutrientes e menos açúcar, vão nutrir e saciar mais

5. BATATA INGLESA PELA BATATA DOCE - Mais saborosa, fibrosa e cheia de vitamina A, importantíssima para pele, olhos e cabelos saudáveis

6. CARNE VERMELHA PELA BRANCA - Dica do arco da velha, mas vale frizar pois realmente faz toda a diferença para uma melhor digestão e um organismo mais desintoxicado

7. O FEIJÃO PELO GRÃO DE BICO OU LENTILHA - São fontes de nutrientes diferentes do feijão mas igualmente importantes

8. A SALADA PELA SOPA NA HORA DO JANTAR - Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, à noite é a hora que o fígado está em repouso. Oferecer uma refeição crua pode atrapalhar esse processo

9. A CERVEJA PELO VINHO - Concordo que uma cervejinha tem o seu horário e valor, mas uma taça de vinho rosé ou branco podem refrescar muito bem um dia quente e são mais leves e nutritivos

10. OS PRODUTOS NORMAIS PELOS ORGÂNICOS - Tanto para frutas e legumes como para os produtos de pacotes: o aumento do consumo de orgânicos faz bem para você, para quem produz e para o planeta. Vale o investimento!

quinta-feira, 17 de março de 2011

Coração mais protegido com 8 porções de frutas e legumes


Todo mundo sabe que consumir frutas e legumes é garantia de uma vida melhor. Mas até agora, se acreditava que comer cinco porções diárias deles eram suficientes. Cientistas britânicos acabaram de reformular essa indicação: em novo estudo, constataram que ingerir um mínimo de oito porções de frutas e vegetais por dia é mais recomendável para diminuir o risco de doença cardíaca em um quarto.
Segundo matéria na Folha, a pesquisa questiona a cota recomendada pelo governo do Reino Unido que segue orientações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e atualmente recomenda comer cerca de 400 gramas de legumes por dia. Uma porção equivale a cerca de 85 gramas ou uma cenoura pequena, uma maçã média ou uma banana pequena.

Fonte: http://www.vidaemalta.com.br/index.php/category/alimentacao/page/3/

segunda-feira, 14 de março de 2011

Receitinhas com quinua

A quinua é um grão maravilhoso, riquíssimo em proteína vegetal e aminoácidos importantes, entre eles os triptofano, responsável pela formação da famosa serotonina, hormônio da felicidade e do bem estar.
É rica em fibras e sacia bastante, além de ser muito versátil para a elaboração de diferentes receitas, das doces às salgadas.

Veja algumas receitinhas bem fáceis de fazer:

Risoto de quinua com queijo de cabra e pêra

Ingredientes:
2 xícaras de chá de quinua em grãos
2 pêras picadas
1 cebola grande
1 xícara de chá de queijo pecorino de cabra
1 col. de sobremesa de óleo de girassol
1/3 de xícara de vinho branco

Modo de Preparo:
Após cozinhar a quinua, refogue-a em uma panela a cebola com o óleo, despeje o vinho e deixar o alcool evaporar. Desligue o fogo e misture o queijo pecorino picadinho e a pêra também picada e sem casca.

Hambúrguer de abóbora e quinua

Ingredientes
200g de abóbora cozida
40 g de quinua em grãos
2 col. (sopa) de cebola picada
2 gemas de ovo
2 colher (sopa) de farinha de quinua (o mínimo, só para dar liga)
Sal a gosto

Modo de fazer
Cozinhe a abóbora e junte a quinua (já cozida), a cebola, a gema de ovo e a farinha de quinua.
Faça os dois hambúrgueres usando fôrmas redondas ou com as mãos mesmo. Grelhe com um pouco de azeite. Rende 2 porções.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Alho: um remedinho natural!


Investimos tanto em remédios e suplementos que muitas vezes esquecemos que a natureza nos proporciona opções naturais para o tratamento ou controle de doenças ou distúrbios.

O alho é um desses alimentos especiais e cheios de benefícios.
Se pararmos para analisar todas as suas vantagem podemos realmente vê-lo como uma pequena cápsula de sáude, que deve ser incluida diariamente na nossa alimentação.

Vejamos a lista de vantagens:

REDUZ FERMENTAÇÃO E GASES

O alho auxilia o sistema gastrointestinal reduzindo os processos de fermentação e aliviando também o desconforto gástrico, reduzindo os gases.

BACTERICIDA E ANTIBIÓTICO
É um poderoso bactericida e antibiótico, ajudando a previnir ou tratar infecções e aliviando a congestão nasal e quadros de asma e bronquite.
Tem também o poder de auxiliar na redução dos níveis de pressão arterial e colesterol, e reduzir a coagulação sanguínea, diminuindo riscos de derrames cerebrais e infartos.

REJUVENECEDOR
Por ser rico em vitaminas como A e C e mineirais como selênio e zinco, o alho pode ser considerado também um alimento com potente poder antioxidante, prevenindo o envelhecimento precoce da pele e do organismo como um todo.

ANTI- CANCERÍGENO E POTENCILIADOR DA IMUNIDADE
Além disso tem sido altamente valorizado nas terapias como agente anticancerígeno e estimulante da imunidade.
O risco de câncer gástrico é 13 vezes menor em indivíduos que consomem 20g/dia de alho em relação aos que consomem menos que 1g/dia.

ANTI-INFLAMATÓRIO
Por ser um alimento altamente antiinflamatório podemos, finalmente, dizer que ele têm um importante papel no processo de perda de peso e na diminuição da celulite e inchaço.

Ufa! Será que esqueci alguma coisa?

A indicação é ingerir uma cabeça de alho todos os dias, e se possível cru e amassado, pois assim a alicina é liberada e suas propriedades se intensificam.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Chás na gravidez: o que pode e o que não pode?

Estou postando esse artigo à pedido da minha amiga Flávia, que está gravidinha da Victória.

Com os dias mais frios, você não resiste a um chazinho? Mas, na gravidez, é preciso cuidado com tudo o que você consome. Até essa bebida simples pode, sim, ser um problema. Um estudo realizado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), publicado  pelo American Journal of Obstetrics and Gynecology, mostrou que a época em que as grávidas norte-americanas mais são adeptas de chás e remédios à base de ervas é no primeiro trimestre da gestação. O período mais crítico da gravidez, quando o bebê está em formação.

Alguns chás, inclusive, podem ser abortivos, caso dos de canela e de cravo-da-índia. Há aqueles que contêm grande quantidade de cafeína, como o preto e o mate. “A cafeína deve ser excluída durante toda a gestação. Ela é um estimulante do sistema nervoso central, o que pode deixar a mulher agitada, com taquicardia, trazendo aceleração dos batimentos cardíacos não somente para ela, mas também para o bebê”, afirma Antonio Júlio de Sales Barbosa, obstetra e ginecologista do Hospital Santa Catarina (SP). 
Segundo Regina Stikan, nutricionista do Hospital e Maternidade São Camilo (SP), a gestante deve optar pelos chás claros, mas não deve tomá-los todos os dias. "Os mais indicados são os de erva doce e erva cidreira, que têm efeito calmante", diz. Ainda assim, o obstetra alerta: “Por existirem poucos estudos sobre o efeito das plantas medicinais durante os nove meses, é preciso sempre conversar com o seu obstetra. Ele é quem vai avaliar a segurança de medicações e alimentos durante a gravidez”, afirma.

 Chás na berlinda

ChásEfeitos Pode/Não pode? 
Chá verde Acelera metabolismo e não tem um estudo definidoNão pode
Chá brancoAcelera o metabolismoNão pode
Chá preto Hiperacidez, redução do apetite e prisão de ventreNão pode
Chá de erva doceCalmantePode
Chá de canelaRelaxanteNão pode
Chá de cravo-da-índiaRelaxanteNão pode
Chá de erva cidreiraCalmantePode
Chá mateNão realiza a adequada absorção de proteínas, ferro e cálcioNão pode
Chá de alfazemaTranquilizantePode


 


sábado, 5 de março de 2011

Brinquedos perigosos!!!


Mais uma notícia para as mamães de plantão.
Li esse post num blog chamado Conexão Paris (www.conexaoparis.com.br) e fiquei chocada!!!

Inúmeras vezes vi este tapete em quartos infantis no Brasil.
Pois bem, parece que é perigoso porque exala uma substância prejudical à saúde.
A mídia francesa tem publicado artigos sobre a ausência de medidas sérias do Ministério da Saúde em relação à este tapete/quebra cabeça.
As associações ligadas à defesa do consumidor estão fazendo pressão para que as etiquetas de todos os briquedos  forneçam o nome  dos produtos que entram na sua  fabricação. 
Hoje algumas indústrias já assinalam “sem phtalates”, “sem PVC”.
No caso dos tapetes, o produto seria o formamide, substância reprotóxica  que altera o sistema reprodutor.

Que horror!!! Tenho um pequeno em casa, está guardado no armário, mas mesmo assim vou dar fim já!

sexta-feira, 4 de março de 2011

Cardápio pós ressaca: dê uma folguinha para o seu fígado!

A festa estava boa e você bebeu demais?
Carnaval é assim mesmo...

Duro é levantar no dia seguinte!
Dor de cabeça, embrulho no estômago, boca seca, enjôo, mal estar...
e um arrependimento sem fim.

Verdade seja dita: a melhor maneira de fugir da ressaca é lembrar que ela existe antes de começar a beber, programando-se. 
Fazer uma refeição ou lanche rico em carboidratos (pão, macarrão, arroz integral) antes da festa, alternar a ingestão de bebida alcóolica com água e não exagerar nas doses são algumas das medidas que podem evitar o estrago do dia seguinte.

Mas eu aposto que essa foi a última coisa que você pensou no meio daquela animação toda.

E tudo tem um preço... nesse caso, seus pobres órgãos são quem pagam, e caro!

O álcool em demasia agride as paredes do estômago, o fígado tem que neutralizar as toxinas presentes pelo álcool e o intestino fica sobrecarregado e com o transito mais lento.

O álcool "suga" a água do sangue e dos tecidos, e essa precisa então ser reposta. Daí a sede da ressaca.
Muitas pessoas podem prevenir uma ressaca, ou reduzir seus efeitos, bebendo de meio a um litro de água antes de ir para a cama.

1. ÁGUA-  ANTES, DURANTE E DEPOIS- Quanto ao dia seguinte, a regra mais importante é continuar bebendo muita água, durante o dia todo. Ela repõe os líquidos perdidos e auxilia na eliminação das toxinas acumuladas. A água de côco é excelente pois além de repor o líquido que o corpo necessita, é rica em potássio, um mineral que é detonado na bebedeira;

2. COMA BEM! - Dê uma trégua ao seu fígado pelo menos nesse dia, ele merce!
Procure consumir alimentos de fácil digestão como suco de frutas, vegetais, frutas frescas e cereais integrais. Além de pouparem o fígado que está ocupadíssimo com todo o processo de desintoxicação, esses alimentos vão estimular os rins e o intestino a funcionarem corretamente;

3. FUJA DAS GORDURAS - Evite comer carne vermelha nesse dia, dando preferência à frango e peixe.
Elimine ainda os alimentos industrializados, embutidos e enlatados (como salsichas, presunto, biscoitos e salgadinhos), e os alimentos gordurosos como frituras, molhos cremosos, empadões, queijos gordos, sorvetes e tortas.
Outra dica é evitar o famoso cafezinho amargo, muitas vezes recomendado para diminuir a dor-de-cabeça. A bebida também tem propriedades diuréticas, ou seja, desidrata ainda mais o seu corpo;

4. TOME CHÁS - Algumas ervas ajudam a renovar as células hepáticas e, assim, acelerar o processo de purificação das toxinas do álcool que estão no corpo. Chás de salsaparrilha, erva-picão, macela e erva-cidreira são excelentes desintoxicantes. Depois das refeições, o chá de hortelã facilita a digestão.

Para quem vai literalmente pular carnaval por muitas horas seguidas, atrás de um trio ou numa longa festa, aconselho levar no bolso pacotes de carboidrato em gel. São práticos, mantém o pique em alta e ajudam a controlar o efeito nocivo do álcool.

Veja a minha sugestão de cardápio pós ressaca:

Café-da-manhã Suco de cenoura, maçã e salsão ou aipo (passe na centrífuga ou bata no liquidificador)
Pão integral torrado
Tofu amassado com azeite ou queijo branco
NÃO COMA EMBUTIDOS COMO PRESUNTO, PEITO DE PERU E NEM GORDURAS COMO MARGARINA OU MANTEIGA

Lanche da manhã
Água de coco
Melão ou melancia

AlmoçoSalada de folhas de alface americana, rúcula, tomate e pepino com um fio de azeite de oliva
Arroz integral
Brócolis, couve flor ou alcachofra cozida
Frango grelhado
TOME 1/2 XÍCARA DE CHÁ DE HORTELÃ APÓS A REFEIÇÃO

Lanche da tarde
Iogurte desnatado com aveia, linhaça e banana picada ou
Suco de açaí (peça sem xarope)
Chá de erva cidreira

Jantar
Sopa de abóbora, abobrinha, inhame, chuchu e couve
Purê de mandioquinha
Peixe branco no forno

Lanche da noite
Chá de camomila
Torradas integrais com geléia sem açúcar

As quantidades variam de acordo com as necessidades individuais.

Espero que com essas dicas sua ressaca seja um pouco mais suave ;)

Aproveite seu carnaval... dançe, cante, pule e seja muito feliz!

E lembre-se que esses são os verdadeiros motivos da festa, e não a bebida!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Mamadeira com bisfenol A para o seu bebê? Socorro!!!!


PARA MAMÃES: DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O BISFENOL A

O que é bisfenol-A (BPA)?
O bisfenol-A é um produto químico usado na fabricação de plásticos. O BPA também é utilizado no revestimento interno de quase todas as latas de alimentos e bebidas, inclusive em latas de fórmula para bebês.

Por que o bisfenol A é usado em recipientes de comidas e bebidas?
Porque ele é transparente, forte, leve e duradouro e torna o plástico mais resistente a rachaduras. O revestimento de BPA usado no interior de latas de comida e bebida evita que as latas enferrujem.

Quais são os possíveis perigos do bisfenol-A para a saúde?
Os perigos incluem alterações no desenvolvimento do sistema nervoso do bebê (função da glândula tiroide e crescimento do cérebro); mudanças no comportamento e no desenvolvimento do intelecto (hiperatividade e agressividade). O bisfenol-A também foi associado à obesidade, problemas cardíacos, diabetes, câncer, puberdade precoce e tardia, abortos, infertilidade e anormalidades no fígado. Pesquisas já associaram o químico a problemas sexuais em homens, como a diminuição da qualidade e da quantidade de esperma.

Bebês e crianças: há duas formas mais comuns de contato com o BPA:
1 – O BPA pode ser transmitido para criança através do consumo de alimentos ou bebidas acondicionadas em plástico, como mamadeiras, copinhos, pratinhos e talheres. É importante salientar que o aquecimento da mamadeira leva a um maior desprendimento do bisfenol-A, no entanto, em mamadeiras de plástico a migração vai acontecer independe dela ser aquecida ou não.
2. O BPA também pode migrar de latas, como as de leite em pó, e assim ser ingerido pela criança. É cientificamente comprovado que o bisfenol-A passa pela placenta e a contaminação do feto ocorre sempre que a mãe ingerir um produto que esteve em contato com o químico.
Adultos: Pela ingestão de alimentos ou bebidas provenientes de latas, recipientes plásticos usados para guardar alimentos na geladeira, garrafas (squeezes) e garrafões.

Como evitar o contato com o bisfenol A?
- Consuma frutas e hortaliças frescas. Ao comprar conservas prefira as de vidro.
- Não aqueça comidas ou bebidas em recipientes de plástico.
- Rejeite qualquer recipiente de plástico que estiver velho, gastou ou turvo. Isto inclui garrafas d’água.  Para acondicionar alimentos prefira os de aço inox, cerâmica ou vidro.

Como proteger o meu bebê do bisfenol A?
- Evite ingerir bisfenol-A se estiver grávida ou em fase de amamentação;
- Dê leite materno;
- Prefira mamadeiras de vidro ou que tenham o selo BPA free
(já há marcas importadas no Brasil com o selo, eu comprei as da minha filha nos EUA da marca BORN FREE- http://www.newbornfree.com/, mas as grandes marcas como Nuk e Chicco também já estão se adaptando ao que os estudos têm mostrado e estão tornando todos seus produtos livres de Bisfenol).

Texto originalmente publicado no www.crescer.com.br por Thaís Lazzeri em 17 de abril de 2010

terça-feira, 1 de março de 2011

GHEE - A deliciosa manteiga pura e saudável

A ghee ou manteiga clarificada vem sendo utilizada na Índia há milênios de anos tanto na culinária como nos tratamentos medicinais milenares.
É  produzido ao aquecer manteiga fresca, sem sal e sem adição de nenhum produto químico e de boa qualidade até que ela se torne um líquido dourado e translúcido e com perfume característico. Durante esse processo, a lactose coagulada e outros sólidos do leite, além de toxinas, são removidos, deixando um líquido translúcido, puro e nutritivo.

Além disso, realça o sabor e aroma dos alimentos.

Veja algumas vantagens dessa manteiga:
Livre de lactose
Não contém glúten
Sem sal
Não contém corante nem conservante
Dispensa refrigeração
Promove longevidade
Auxilia na fertilidade e doenças mentais
Aumenta o poder de visão e voz, por ser rica em vitamina A
É ótima para a inteligência e a memória
É útil em inflamações e ulceras
Ajuda a equilibrar o humor
É muito útil para problemas de infertilidade, baixa imunidade e problemas mentais (epilepsia, alzhaimer, etc).
Fortalece o fígado, os rins e o cérebro
É muito útil para inflamações gastro-intestinais, úlceras, febres crônicas com asma, problemas crônicos nos pulmões

Suporta altas temperaturas sem saturar, por isso é indicada para uso culinário
Sacia bastante

Você encontra a manteiga ghee pronta em alguns supermercados e em lojas de produtos naturais.
Mas é possível fazer em casa!

Fazer o ghee não é difícil nem complicado. Exige apenas um pouco de tempo, pois é necessário uma fervura bastante lenta para que toda a água contida na manteiga evapore, os pedaços sólidos subam à superfície e o saboroso gosto da manteiga purificada seja enfim realçado.

Coloque a manteiga em uma panela de fundo grosso sobre fogo bem baixo, sem tampar. Retire, de vez em quando, com a ajuda de uma escumadeira, os pedacinhos sólidos (sebos) que formam na superfície.
Para evitar que queime, verifique se a temperatura está suficientemente baixa. Calor em excesso faz com que a manteiga desprenda muita fumaça e se torne marrom, arruinando seu sabor. Se você tem panela de ferro em casa, essa é uma ótima chance de usa-la.

O ghee estará pronto quando estiver cor de âmbar, amarelado, e tão límpido e transparente como uma peça de cristal. Despeje-o então em uma vasilha resistente e deixe-o descoberto à temperatura ambiente para que esfrie.
Depois de frio, o ghee deve ser guardado em recipiente fechado em lugar fresco para que se conserve por muito tempo.
 
E para as mamães de plantão: se é bom para nós é bom para nossos filhos também!
Vale lembrar que mesmo sendo uma gordura saudável, deve ser consumido com moderação.
Como a ghee é mais saborosoaque outros óleos, uma pequena quantidade é suficiente!