sexta-feira, 29 de abril de 2011

Bolo de banana integral




Esse bolo é um coringa!

Fácil de fazer, gostoso e ainda por cima saudável.

Vejam a receita:

Ingredientes:
- 1 xícara de chá de farinha de trigo integral
- 1 xícara de chá de farinha de aveia (ou outra de farinha integral)
obs. se preferir fazer sem glúten use a farinha de arroz
- 1 xícara de chá de açúcar demerara ou xarope de agave ou adoçante stévia para forno e fogão
- 3 ovos orgânicos
- 2 col. de sopa de óleo de côco
- 1 pote de iogurte desnatado ou 1 garrafa de leite de côco (light se quiser)
- 4 bananas
- 1 col. de sopa de semente de linhaça
- canela à gosto
- 1 col. de sopa de fermento

Modo de fazer:
Bata todos os ingredientes (menos as bananas e a linhaça) no liquidificador, adicionando o fermento no final para uma última batida.
Unte e enfarinhe a forma.
Despeje a massa e coloque as 4 bananas picadas e a linhaça com canela por cima (ou embaixo da forma, colocando a massa por cima).
Coloque no forno e asse até dourar.

Se você quiser pode colocar também castanhas ou nozes na mistura e trocar a banana por maçã ou pêra.

Bom para levar de lanchinho para os filhotes (dá inclusive para congelar em pedaços e tirar de manhã para colocar na lancheira).

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Suco do bem! 100% fruta!

Claro que não existe suco mais saudável do que o feito na hora. Disso ninguém tem dúvidas.
Mas tem momentos em que um pouquinho de praticidade vai muito bem... naquele fim de semana por exemplo, onde você está com a maior preguiça de lavar a centrífuga...
Nessas horas entram os sucos de caixinha, que geralmente são uma grande porcaria para a saúde.
Cheio de espessantes, estabilizantes, conservantes e adoçantes... é mais química do que alimento! Faz tão mal quanto refrigerante.
Mas sempre tem as marcas que vão mais além, pesquisam, e conseguem ofercer para o consumidor um produto saboroso e mais equilibrado.
O Suco do Bem é assim. Sou fã número 1 deles.
Além de serem muito criativos na explicação da sua filosofia, eles oferecem um produto gostoso e livre de açúcar e conservantes, 100% fruta.
Até a água de côco deles não tem conservantes, algo inédito por aqui!
Somado à tudo isso tem também uma busca por minimizar os impactos na natureza em todos os processos.

Tomara que crescam muito pois merecem... do design ao produto, tudo nota mil!

Mais informações no site: http://www.dobem.com/

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Um dilema de páscoa: dar ou não chocolates para os filhos pequenos!


Uma das lembranças mais gostosas que eu tenho da infância é a das manhãs dos dias de páscoa.
Minha mãe sempre foi muito caprichosa, e muito preocupada em manter a magia e o encanto dos momentos, então, nos domingos de páscoa, eu e meus irmãos já acordávamos com a pegadinha do coelho ao lado da cama.
Íamos seguindo até encontrar a uma linda cesta com ovos de chocolate e ovinhos coloridos pintados à mão com amendoim doce dentro, que geralmente estava muito bem escondida no meio das folhagens da nossa casa.
Lembro, mais do que tudo, da sensação maravilhosa que era encontrar aquela cesta... tão colorida e tão encantadora aos meu olhos.

Acho que o ovo de páscoa tem um poder de atração maravilhoso. É brilhante, misterioso, barulhento.
Ainda hoje, não posso ver um que dá vontade de abrir, comer um pouquinho e correr para abrir outro.
Parece que o chocolate de um ovo de páscoa tem um sabor diferente do que o em barra.

Nessa páscoa eu e o meu marido enfrentamos um dilema.... dar ou não dar ovos de páscoa para nossa filha, que tem 1 ano e 8 meses e nunca comeu chocolate?
Apesar dos tantos palpites e comentários nós somos muito tranquilos com relação a nossa postura sobre a alimentação dela: procuramos oferecer o melhor, mas sem neuras.
Com relação à guloseimas, nossa pensamento é apenas o de não estimular.
Como ela é pequena, ainda não sabe o que é chocolate, portanto, não somos nós que vamos colocá-lo na boca dela.
E isso serve para as tantas outras gostosuras que existem no mundo, e das quais um dia a mídia ou os amiguinhos vão incentivá-la à comer.
Quando esse dia chegar, ela poderá fazer sua escolha sozinha, e não vamos impedir.
Mas também não vamos incentivar.
Como ela nunca comeu coisas muito doces eu tenho a esperança que ela nem ame o chocolate (e não sofra com esse vício como a maioria das mulheres!!!).
Mas se amar também ok, fizemos a nossa parte.
Por isso decidimos que daríamos um presente ao invés de chocolate.

O fato é que, mesmo tomada essa decisão, chegando perto do domingo foi dando uma vontade louca de dar um ovo bem gostoso para ela, devo confessar.
As lembranças que eu tenho são tão especiais... e se lambuzar de chocolate faz parte da infância!!!
O dilema foi ainda mais difícil porque se por um lado tem todas essas memórias que eu quero que ela também tenha sobre a páscoa, de outro tem todo o meu conhecimento sobre alimentação saudável e especialmente tudo que venho estudado ainda mais nos últimos anos, depois que fui mãe.
Sei que escolhas saudáveis são estimuladas pelos pais e quanto antes essas escolhas forem certas, mais chances de seguirem assim na vida adulta, resultando em mais saúde, prevenção de doenças e até melhor desempenho nos estudos e trabalho. Os efeitos do consumo excessivo de açúcar e derivados do leite em crianças está associado à ínúmeras doenças, entre elas alergias variadas, hiperatividade, falta de concentração e até mesmo depressão.
Mas é ser racional demais pensar dessa forma e não considerar a importancia que momentos assim tem na nossa vida.

E como eu sou uma pessoa 100% emocional, comprei um ovo por garantia.
Um backup caso resolvesse reviver o passado.

O fato é que passamos um domingo maravilhoso, com bacalhau, brincadeiras, uma oração ao deitar e não houve a necessidade de chocolate.

Concluimos que eramos nós que estavamos ansiosos para fazer todo esse ritual, relembrando a nossa infância, mas a verdade é que ela é ainda muito novinha para tudo isso.
Não faltarão páscoas para celebrarmos, com tudo que se tem direito, inclusive a se lambuzar de chocolate (mesmo que seja orgânico e rico em cacau rss).

Talvez se estivessemos num ambiente com outras crianças isso teria sido diferente, e não teriamos evitado de dar um ovo à pobrezinha.
Sou totalmente contra à deixar a criança se sentindo excluída.
E nada contra um chocolatinho de vez em quando, para eles e para nós, afinal de contas cada vez mais são demontrados os benefícios do cacau para a saúde. E muito antes um chocolate do que um pirulito cheio de corantes.
Mas, como nutricionista, optaria por um chocolate mais saudável, com menos açúcar e mais cacau, não só pensando em algo mais nutritivo, mas sim em não estimular tão cedo o paladar para esse vício que é o açúcar (e o chocolate brasileiro é o mais doce do mundo!).
Mas, de verdade, não foi necessário.

Acho que no final das contas o grande problema da páscoa está na quantidade.
A páscoa é para muita gente, um motivo para se entupir de chocolate. 
As crianças ganham tantos ovos que comem até ficarem enjoadas, passar mal. Ou então guardam o chocolate por meses e meses (o que acaba detonando a dieta dos pais!).
Eu lembro de ter ovos guardados até o fim do ano!
Esse foco no chocolate poderia ser distribuido com outras coisas como brinquedos, brincadeiras e a lembrança do verdadeiro sentido da data, um ovo de chocolate, e só! Assim esse um ovo seria super valorizado e não ficaria jogado por meses na geladeira.

Ainda não foi dessa vez que a nossa filha conheceu o chocolate.
Por enquanto ela continua com suas "gostosuras" prediletas: picolé, bolo e biscoitos integrais.
Deixa ela crescer mais um pouquinho e demostrar interesse para aí sim "cair nesse mundo" de chocolate, brigadeiro e afins. Ela ainda nem tem 2 aninhos!

Mas a conclusão da nossa história foi que querer ser o tempo todo 100% saudável não nos permite viver momentos necessários para uma infância feliz.
E viver esses momentos é muito mais saudável do que o fato de comer ou não comer chocolate.

Na páscoa que vem sem falta na nossa casa terão pegadinhas, uma cesta linda e colorida, coelhinhos e UM ovo de páscoa, do qual comeremos todos juntos!



segunda-feira, 18 de abril de 2011

Lanchinhos saudáveis para ter sempre a mão

Você quer ser mais saudável, tem a meta de começar a pratica de atividades físicas, mudar de hábitos, mas anda sem tempo para nada, nem para pensar?
Ok, dessa vez eu vou te ajudar e pensar por você, mas lembre-se que ficar adiando uma atitude é uma grande armadilha, e só nos damos conta do tempo perdido quando já se passou muito dele!!!
Lição dada, vamos pensar hoje em lanchinhos saudáveis que você pode ter na sua bolsa, gaveta ou pasta de trabalho, assim não corre o risco de ficar muitas horas sem se alimentar, o que, como já falamos aqui no artigo http://www.fernandascheer.com/2011/02/comer-para-emagrecer-entenda-porque.html, engorda e emburrece.

Quanto mais fácil e prático for seu lanchinho, mais chances você tem de realmente fazê-lo, mas de qualquer forma, precisa a disposição para ter os alimentos em mãos e não esquecer de levá-los (e nem de fazê-los!).

Boas sugestões são:
• Frutas secas e desidratadas
• Biscoito de polvilho natural sem gordura vegetal hidrogenada - olhar sempre os ingredientes. Gosto da marca Daltony que tem em São Paulo
• Biscoitos de Arroz
• Biscoito de Aipim, de Lentilha de Feijão Azuki- marca : Cultivar Brasil (em São Paulo tem na casa Santa Luzia)
• Barrinhas de Cereal - algumas marcas são boas outras nem tanto (cheias de açucar e gordura hidrogenada)- gosto das marcas Quinua Real, Bio2, Nature Valley (é cheia de açúcar mas tem muita aveia para compensar), Nutry castanhas (as castanhas compensam), Mãe Terra (menos gordura que muitas outras)
• As barrinhas de gergelim são boas opções- marca Levita sementes
• Cookies integrais - marcas Vitao, Jasmine, Native, Taeq, Mãe Terra- quanto menor a lista de ingredientes melhor!
• Pão sueco ou palitinhos integrais
• Sanduiches com recheios saudáveis como tofu, cottage, abacate, hommus... opções muito melhores do que queijo branco e peito de peru! E de preferência com uma saladinha dentro
• Chocolates saudáveis como os das marcas chocolife, chocosoy, carb house, classic zero da nestle, chokolah, ouro moreno ou qualquer outro rico em cacau - o chocolate não deve ser consumido todos os dias pois mesmo sendo amargo é rico em gordura
• palitinhos de cenoura ou pepino temperados com azeite e sal (para quem gosta de um lanche mais salgadinho)
• Frutas frescas - claro, a melhor opção, alimento vivo e riqueza de nutrientes para seu organismo!- se você tiver geladeira melhor ainda, pode levar a fruta cortada em potinhos

É importante sempre ter em mente que nem todo industrializado que se prega saudável realmente é!! Por isso, não deixe de fazer a sua inspeção, olhando sempre a lista de ingredientes que o alimento tem. Todos os "antes" adicionados são químicas e procure os que não tem ou o mínimo possível. Evite também os produtos que possuem açucar ou gordura como primeiro ou segundo ingrediente. Eles são listados por ordem de quantidade. Alimento bom e de qualidade não precisa de química adicionada!

Lembre-se que mais vale um pão de queijo honesto do que uma barrinha cheia de porcarias!

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Colesterol ta alto? Novíssimo estudo mostra o impacto da maçã sobre esses índices!


Segundo um novo estudo, as mulheres que comem uma maçã por dia podem diminuir seus níveis de colesterol ruim e aumentar seus níveis de colesterol bom sem ganhar peso.
160 mulheres com idades entre 45 e 65 anos participaram do estudo. Os pesquisadores formaram dois grupos; um grupo comeu 75 gramas de maçãs secas todos os dias durante um ano, e o outro grupo comeu outra fruta seca por um ano. Amostras de sangue foram tomadas depois de três meses, seis meses e no final do período de estudo.
As mulheres que comeram 75 gramas de maçãs secas todos os dias durante seis meses tiveram uma diminuição de 23% no colesterol LDL (ruim) e um aumento de 4% nos níveis de colesterol HDL (bom).
Depois de um ano, as mulheres que comeram maçã seca apresentavam menores níveis de colesterol ruim, de hidroperóxido lipídico (o produto de radicais livres tóxicos, que causam danos e morte às células no corpo) e da proteína C-reativa, um indicador de inflamação no corpo.
Os pesquisadores também descobriram que o excesso de 240 calorias consumidas por dia a partir da maçã seca não levou a ganho de peso nas mulheres; na verdade, elas perderam em média 1,5 kg ao longo do ano.
Segundo os cientistas, mesmo que as participantes do estudo tenham comido maçãs secas, o efeito provavelmente seria o mesmo se elas comessem maçãs frescas. Embora seja difícil fazer uma comparação exata, uma xícara de maçãs picadas frescas seria equivalente a um quarto de xícara de maçãs secas.
Os pesquisadores acreditam que os benefícios da fruta, que baixam o colesterol, provavelmente vêm de seu alto teor de fibras, o que pesquisas anteriores demonstraram que pode diminuir os níveis de colesterol ruim.

Minha observação sobre esse interessante estudo é que a maçã fresca deve ter um impacto ainda melhor, pois mantém mais nutrientes e fibras que a seca.
Como o ideal é consumir a casca também, a maçã orgânica é mais indicada, mas caso não encontre, coma de qualquer jeito, desde que bem higienizada.
Como diria o velho ditado: ONE APPLE A DAY KEEPS THE DOCTOR AWAY!

Fonte: LiveScience

terça-feira, 12 de abril de 2011

Suplementação de vitaminas é necessária?

Acredito esta seja uma dúvida freqüente... devo tomar suplementos vitamínicos?
E o que confunde ainda mais é que cada profissional tem uma opinião sobre o assunto, muitos inclusive dizendo que se há uma alimentação equilibrada os suplementos são desnecessários.
Eis a minha opinião.
1-   Uma alimentação bem equilibrada pode ser muito difícil nos dias de hoje -até 5 frutas por dia, 8 porções de vegetais, peixes com freqüência, leguminosas, cereais integrais, diferentes tipos de azeites, não cozinhar demais os alimentos, mastigar bem e devagar....- difícil não é?
2-   O nosso solo já não é tão rico quanto o solo de antigamente, obviamente, e como conseqüência os alimentos não são tão nutritivos como eram antigamente
3-   O excesso de agrotóxico encontrado na maioria dos alimentos, especialmente as frutas e vegetais, também diminuem o valor nutricional dos alimentos
4-   Por conta do excesso de stress, poluição e a vida corrida, nosso organismo também não é mais o mesmo... nosso intestino e estômago estão em constante estado de desequilíbrio o que faz com que não digerimos e absorvemos completamente as vitaminas e minerais dos alimentos
Acredito que essas já são razões suficientes para concluirmos que uma suplementação de vitaminas pode beneficiar muito nossa imunidade, disposição física, pele, cabelos, unhas...
A segunda questão é... qualquer suplemento vitamínico me fará bem? Infelizmente não.
A forma ideal de absorção para vitaminas e minerais são os suplementos quelados, os seja, associados à um aminoácido, o que garantirá uma absorção completa, diferentemente dos não quelados, que são parcialmente digeridos no estômago, onde não há absorção.
A questão é que pouca gente sabe disso, e no Brasil é bem difícil encontrar um suplemento assim, provavelmente porque encarece o produto.
Nos EUA não é preciso procurar muito... no Whole Foods por exemplo (supermercado natural maravilhoso) a grande maioria dos suplementos vitamínicos são quelados.
Quando manipulamos os suplementos também podemos fazê-los dessa forma, por isso, um bom profissional, além de montar uma fórmula bem personalizada focando nos nutrientes mais importantes para cada caso, pode manipulá-los escolhendo as melhores formas para garantir a absorção completa e o consequentemente o resultado.
Por isso não é recomendado tomar suplementos por conta própria.
Um bom profissional poderá orientar na escolha de uma suplementação pronta ou manipulada, mas que seja ideal para o seu organismo!

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Produtos feitos de bambu? Atóxicos, ecológicos e lindos!

Bambu
O pensamento sustentável vem se tornando cada vez mais presente em instituições no mundo inteiro.
Uma linha de utensílios para casa, a Welf, vem transformando essa consciência ecológica em realidade.
Composta por cerca de 300 produtos em bambu, a linha nasceu com a conscientização em preservar a natureza.

Isso porque o bambu tem um período de crescimento curto, cerca de 3 ou 4 anos, e média de 100 anos de vida. Uma vez cortado, nasce um novo broto através dos caules subterrâneos (rizomas), causando menos impacto no ecossistema.

Além de ser mais ecologicamente correto do que a madeira, o bambu é ainda mais resistente e leve, e sua fibra permite ser moldada, o que resultado em peças com design moderno e charmosas para serem usadas no dia a dia ou em ocasiões especiais.
São fáceis de manusear e ainda por cima mais higiênicas já que o bambu possue um agente natural antibacteriano que previne a proliferação de bactérias e ainda as combate (perfeito!).

A abundância na produção do bambu acontece na China por causa da tradição milenar dos chineses no cultivo da planta, mas o Brasil possui um mercado promissor ainda inexplorado nesse campo. Ao meu ver parece ser uma tendência.

Entre os produtos há acessórios para banheiro, bandejas, tábuas, potes, cumbucas e tigelas. Todos possuem o selo de produto antibacteriano natural, atóxico e ecológico.
Além de tudo são lindos!

Mais informações, inclusive de onde encontrar esses produtos no site da marca: http://www.welf.com.br/

Obs. é possível que existam outras marcas que fabricam produtos com bambu, mas não conheço ainda!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Dicas de bistrôs orgânicos em Floripa e SP

Sabe o que vale mais a pena em visitar um restaurante natural, orgânico, funcional e tudo mais?

1- Comprovar que a comida saudável pode ser bem gostosa
2- Servir de inspiração de idéias, misturas de ingredientes e preparações inusitadas
3- Comer comer, comer comer e ainda assim sentir-se leve....

Vou dar 2 dicas de restaurantes que servem à la carte, uma em SP e a outra em Florianópolis, ambos muito bons.

Em SP, o Le Manjue Bistrot é pioneiro na elaboração de um menu funcional, cheio de misturas criativas elaboradas pelo chef Renato Callefi. E é tudo orgânico, até o vinho!


Em Floripa o Babele fica em Jurerê Internacional (delícia) e é um bistro, café e empório orgânico. Além disso tem uma agenda cultural muito legal com palestras e exposições de arte. O site é http://www.babele.com.br/

Ficam as dicas ;)

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Decoberta delícia sem glúten!


Dei uma passadinha no Mundo Verde essa semana e conheci uma nova marca para produtos sem glúten chamada Grani Amici (http://www.graniamici.com.br/).
Tem bolos e pães, de diferentes sabores, e são todos uma delícia.
São tão fofinhos que não parecem que não tem glúten, o que é incomum nesse tipo de produto.

O glúten é uma proteína de dificil digestão para muitas pessoas e a diminuição ou retirada total do seu consumo pode ter efeitos bem posistivos na saúde de um modo geral. Prometo um post só nesse assunto em breve ;)