terça-feira, 30 de agosto de 2011

Os 5 melhores alimentos para tireóide

Hoje dou inicio uma série de posts que terão por objetivo orientar com dicas práticas e indicações de marcas, os 5 melhores alimentos, produtos ou ações para algum objetivo.

Já gostaria de deixar claro que não tenho vínculo com qualquer empresa, e todas as minha indicações de produtos são baseadas em descobertas pessoais das marcas que acho mais interessante.

O título será OS 5 MELHORES (inclusive sugestões de tema serão bem vindas ;)


Hoje vamos falar sobre os 5 MELHORES ALIMENTOS PARA A TIREÓIDE:

1. Castanha do pará - Rica em selênio, um mineral com potente poder antioxiante, e que influencia a produção do hormônio T3 pelo organismo. Quantidade: 1 a 2 ao dia;

2. Frutos do mar - Ostras, camarão, peixe e lagosta são ricos em iodo, o mineral mais importante para a produção dos hormônios tireoidianos. Quantidade: 1 porção de 120g 3x por semana;

3. Gema de ovo - Além do iodo, a gema de ovo é rica em colina e vitamina D, que, quando baixa, compromete a participação dos hormônios tireiodianos nos ossos. Quantidade: 1 unidade, 3 x por semana, de ovo orgânico;


4. Abacate - Além de ultra nutritivo, é rico em magnésio e em tirosina, um hormônio que melhora cansaço, depressão e equilibra os hormônios da tireóide. Quantidade: 2 col. de sopa 3 x por semana;

5. Nozes - São ricas em zinco, que assim como o selênio, participam da conversam do hormônio T4 para o T3, que é a forma ativa. Quantidade: 3 a 4 unidades ao dia.



sábado, 27 de agosto de 2011

Suco digestivo: nutre e acalma o estômago

SUCO DIGESTIVO

Ingredientes que acalmam o estômago e melhoram a função digestiva.
Tome de preferência em jejum.

INGREDIENTES

1/2 cenoura
1 maço de folhas de hortelã
1 maçã
Suco de 1 limão
1/2 copo de água
1 fatia fina de gengibre

Passe na centrífuga e tome.
Adoçe com mel ou xarope de agave se achar necessário.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Suco bons sonhos



Receita do dia:

SUCO BONS SONHOS

Seus ingredientes acalmam e estimulam o sono.

Ingredientes:         
1 xíc.de chá de camomila já feito e morno
2 folhas de alface
1 maracujá
1 copo de água gelada
1 col. de sobremesa de mel ou xarope de agave

Bata no liquidificador e tome imediatamente.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Suco do alto astral!


Receita do dia:

SUCO DO ALTO ASTRAL

Seus ingredientes aumentam os níveis de serotonina no organismo, melhorando a sensação de bem estar e controlando ansiedade e compulsão alimentar.

Ingredientes:

1     banana média
1     copo de água de côco
2     castanhas do Pará
1     col. de chá de canela
1     fatia pequena de gengibre

Bata no liquidificador e tome imediatamente.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Receitas sucos detox



Olá queridos leitores!

Essa semana, a convite do programa "Você Bonita" da TV Gazeta, forneci algumas receitas de sucos com diferentes benefícios, para serem feitas no programa.

Sucos são uma ótima maneira de concentrar nutrientes e enriquecer nossa alimentação.
Vou postando as receitas no decorrer da semana para que vocês usufruam do efeito positivo que cada um deles traz para a saúde.

Vejam o cronograma:
Segunda feira - Suco estimulante intestinal
Terça feira - Suco do Alto Astral
Quarta feira - Suco bons sonhos
Quinta feira - Suco Super Cálcio
Sexta feira - Suco Digestivo

SUCO ESTIMULANTE INTESTINAL

Rico em fibras que estimulam o bom funcionamento intestinal

Ingredientes:

1 fatia de mamão
3 ameixas preta
1 colher de chá de sementes de linhaça dourada
suco de 1 laranja

Bata todos os ingredientes no liquidificador e tome em seguida.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Veja como melhorar o aspecto das olheiras através da alimentação

Olheiras não servem para nada: pesam e envelhecem o nosso olhar e nos dão uma cara de cansaço que muitas vezes nem corresponde com a realidade.
A causa para esse mal que assombra muitos homens e mulheres pode ter diferentes etiologias: fatores hereditários, stress, exposição excessiva ao sol, excesso de medicações, esgotamento e fatores alimentares.
Sim, uma alimentação desequilibrada não só pode piorar um quadro já instalado como também pode ajudar a desenvolvê-lo.

Veremos abaixo algumas medidas alimentares que influenciam e comprometem a moldura do nosso olhar:

- Alergias alimentares
Geralmente quem tem alergia a um alimento nem sabe que tem, mas vive se coçando. Coça o ouvido, a pele, o céu da boca e os olhos. Só a alergia em si já compromete a circulação sanguínea favorecendo a formação de manchas escuras, quando isso é associado a coceiras nos olhos o quadro piora ainda mais.
Vale verificar se há sensibilidade a alimentos alergênicos como a proteína do leite, o glúten e a soja;

- Desnutrição
Uma vida corrida e estressante, associada a uma alimentação desequilibrada resultam em um organismo em déficit de nutrientes importantes para a defesa e circulação adequada do organismo. E uma das conseqüências disso podem ser olheiras profundas. Capriche no consumo de alimentos ricos em antioxidantes como castanhas, chá verde, frutas e vegetais em abundância, especialmente os de cores vermelha, laranja e verdes;

- Falta de líquidos
Esquecer de tomar água durante o dia nos deixa desidratados e também piora o quadro;

- Sedentarismo
Na ausência da pratica de uma atividade física, nossa circulação sanguínea fica comprometida, favorecendo a pigmentação na região;

- Excesso de sal
A alimentação com muito sal pode aumentar a retenção de líquidos e piorar a congestão dos vasos da região, piorando o aspecto das olheiras. Alimentos diuréticos, ricos em água e a própria ingestão de água podem ajudar (discretamente) a diminuir a retenção de líquidos e, eventualmente, suavizar as olheiras vasculares;

- Falta de sono, stress e cigarro
O primeiro sinal de fadiga é a olheira, portanto, antes e qualquer medida, observe e repense a qualidade do seu sono e da sua vida.

O que ajuda?

- Alimentos ricos em antioxidantes e vitamina K:

Vitamina K: recomendada nos problemas de vascularização intensa, tem a capacidade de evitar as pequenas hemorragias que escurecem a pele da região.
 Fontes: fígado de porco, alface, couve-flor, espinafre, tomate, repolho e em menor proporção nos cereais, como o trigo e a aveia.

Vitaminas C e E: ação antioxidante; com leve potencial de clareamento das olheiras.
Fontes de vitamina C: acerola, frutas cítricas, kiwi, brócolis, papaia, melão, uva, espinafre, manga, batata, tomate, couve-flor, repolho, morango, abacaxi, abricó, melancia, abacate, banana, maçã e pêra;
Fontes de vitamina E: óleos vegetais (amendoim, soja, palma, milho, cártamo, girassol, etc.) e o gérmen de trigo. As nozes, as sementes, grãos inteiros e os vegetais de folhas verdes também são fontes de vitamina E.

- Alimentos ricos em ômega 3:

Essa gordura essencial melhora a circulação e protege os capilares sangüíneos, evitando a dilatação dos vasos que provoca as olheiras.
Fontes: peixes de água fria como o salmão, atum e sardinha e semente de linhaça dourada.

- Alimentos ricos em fitoestrógenos:

Estimulam o trabalho dos rins e ajudam a manter os níveis de hormônios equilibrados.
Fontes: quinua, trigo integral, feijão, soja e brotos.

Na dúvida procure um nutricionista para te ajudar a montar um cardápio equilibrado e anti-olheiras.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

5 maneiras de acelerar o metabolismo!

Na hora de queimar gordura e ganhar massa muscular, é fundamental repensar as nossas escolhas alimentares e hábitos de vida.
Mas tem algumas medidas que, comprovadamente, agem acelerando o nosso metabolismo e dando uma forçinha a mais para que os resultados venham mais rápido.
Veja alguns deles e fique atento se não pode estar aqui a razão da sua dificuldade.

1. Faça mais musculação
Geralmente quem quer perder gordura, prioriza os exercícios aeróbicos como corridas, caminhada ou bicicleta, não é verdade?
Mas o que realmente faz o metabolismo acelerar é o ganho de massa muscular, que se consegue através dos exercícios anaeróbicos como musculação, pilates ou aulas com pesos.
Quanto mais músculos temos mais acelerado fica nosso metabolismo e consequentemente mais gordura queimamos. O ideal seria associar os dois lógico, mas na falta de tempo, experimente focar na musculação.

2. Coma de 3 em 3 horas
Como já falei aqui num post (http://www.fernandascheer.com/2011/02/comer-para-emagrecer-entenda-porque.html), ficar muitas horas sem se alimentar diminui drasticamente o metabolismo e consequentemente a queima calórica diminui. É uma defesa do corpo fazer esse estoque de gordura pois na falta de alimentos sente-se ameaçado.

3. Acrescente no prato alimentos termogênicos
Canela, gengibre, chá verde e pimenta são alguns dos alimentos que tem a capacidade aumentar a temperatura corporal, acelerando a atividade metabólica. Inclua nas suas receitas sempre que possível.

4. Durma bem
Numa noite mal dormida não entramos no sono profundo, e é somente nesse estágio que produzimos o GH (hormônio do crescimento) que estimula o ganho muscular e a queima de gordura.
Além disso, na privação do sono, não há uma produção adequada de leptina, hormônio que controla a sensação de saciedade, e a consequencia disso é mais fome.

5. Tome muita água
A água é fundamental para nossa sobrevivência. Quando estamos desidratados nosso organismo não funciona na sua função máxima, diminuindo todas as suas funções. Queimamos menos porque o metabolismo desacelera e porque temos menos energia para realizar as atividades.
O ideal de ingestão são 8 a 10 copos ao dia ou de 2 a 3 litros de água, nos intervalos das refeições.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A alimentação ideal para quem tem colesterol alto


Já que hoje é o dial mundial de combate ao colesterol, não melhor dia para debatermos esse assunto que aflinge milhões de brasileiros.

O colesterol é um tipo de gordura (lipídio) encontrada naturalmente em nosso organismo, fundamental para o seu funcionamento normal, já que é o componente estrutural das membranas celulares em todo nosso corpo e está presente no cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestinos e coração. Nosso corpo usa o colesterol para produzir vários hormônios, vitamina D e ácidos biliares que ajudam na digestão das gorduras, e ele é importante para a nossa saúde.
O problema é quando esses valores aumentam, seja pelos hábitos de vida ou fatores genéticos ou os dois associados. Dessa forma o colesterol pode se depositar nas paredes das artérias, que são os vasos que levam sangue para os órgãos e tecidos, determinando um processo conhecido com arteriosclerose.

O colesterol total é composto por duas partes: o LDL ou colesterol ruim, que faz o depósito da gordura nas artérias, e o HDL ou colesterol bom, que age como uma vassourinha, limpando a gordura do sangue e levando para o fígado para que seja metabolizada.
Hoje em dia é fácil encontrar até crianças com um aumento importante desses índíces, e os cuidados com a alimentação e hábitos de vida devem ser bem orientado pelos pais, e imprescindíveis desde cedo, mesmo que grande parte deste aumento seja de orgem genética.

Para todos os casos o ideal é procurar um profissional que faça orientações e uma planejamento alimentar individualizado, mas vamos ver algumas dicas gerais.

Orientações para controle do colesterol alto:
- Evite o consumo de alimentos gordurosos como empadões, tortas, e quiches, frituras e molhos cremosos;
- Procure retirar a gordura aparente das carnes e a pele do frango, antes do cozimento;
- Dê preferência aos peixes, aves (peito de frango) sem pele e carnes magras (cozidos, assados ou grelhados). Reduzir e limitar o consumo da carne vermelha, carne de porco, miúdos, carneiro, frios e embutidos, camarão, marisco, frutos do mar e frituras em geral;
- Prefira o leite desnatado, iogurte desnatado, queijo branco, queijo tipo cotage e ricota. Evite o leite integral ou alimentos que o contenham, manteiga, creme de leite, chantilly, queijos gordos (prato, provolone, muzzarela, etc.) e requeijão integral;
- Dê preferência a pão, macarrão e arroz integrais, leguminosas (feijão, soja, lentilha, ervilhas) e cereais integrais (aveia, trigo, centeio, cevadinha). Reduzir e evitar tortas, bolos, biscoitos amanteigados ou recheados, bolachas e doces em geral;

- A aveia é um dos alimentos que mais ajudam a diminuir os índices de colesterol no sangue! Coma em torno de 2 a 3 col. de sopa ao dia, do farelo, em sucos, mingau, sopa ou feijão;
- Dê preferência aos óleos insaturados, principalmente de girassol ou oliva. Reduzir e evitar banha de porco, margarina e manteiga em excesso. Requeijão light pode não ser tão gorduroso mais é tão artificial que não compensa. O ideal é usar o azeite de oliva no pão, geléia, mel, tahine, tofu ou uma manteiga pura chamada ghee, mas também sem exageros nas quantidades;
- Evite o consumo de alimentos industrializados como biscoitos, sorvetes, margarinas, salgadinhos, ricos em gordura vegetal hidrogenada, que aumenta as taxas de colesterol no sangue;
- Aumente o consumo de frutas, verduras e legumes, e coma de forma variada, sempre que possível com a casca e bagaço. Procure colocar diferentes cores no seu prato. Aumente o consumo de alimentos fibrosos e cereais integrais como aveia, linhaça e leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico).


Alimentos e práticas que aumentam o HDL (colesterol bom):

- Abacate (aproximadamente 2 col. de sopa ao dia);
- Vinho tinto (1 taça ao dia, coma refeição);
- Azeite de oliva extra virgem prensado a frio (1 col. de sopa em cada refeição- utilizar cru);
- Atividade física freqüente (40 minutos ao dia);
- Parar de fumar;
- Cebola crua (aumenta em 30% o HDL- ½ cebola ou 2 col. de sopa ao dia);
- Alho (estudos mostram que 1 dose diária de óleo extraído de 3 dentes de alho diminui em 7% o LDL e aumenta em 23% o HDL).

E lembre-se que o que aumenta efetivamente o colesterol sanguíneo é o consumo de gordura saturada e não de colesterol, por isso não se preocupe em comer 1 ovo ao dia ou a cada 2 dias (depende de fatores individuais), desde que não seja frito e de preferência caipira!

 

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Couve. Humilde e poderosa

 A couve é uma planta da família das crucíferas, da qual existem numerosas variedades cultivadas, cujas folhas comestíveis são muito apreciadas. Por sua riqueza em vitaminas e sais minerais, a couve é vegetal importantíssimo na medicina doméstica e na arte culinária.

Conheça as espécies
Dentre as várias espécies de couves, destacam-se couve-mineira (ou manteiga) e a couve tronchuda, fontes magníficas de cálcio, ferro, iodo e vitamina C. A couve com 50% de sais minerais ácidos é alimento nitidamente acidificante. As espécies de coloração verde possuem mais sais minerais que aquelas de cor branca, sendo por isso mesmo largamente empregadas no tratamento das anemias carenciais. A couve deve ser consumida, preferencialmente, crua, picada e sempre muito bem mastigada para facilitar a digestão.

Riqueza em iodo
A couve é depósito formidável de iodo, devendo ser consumida de forma freqüente pelos portadores de bócio ou papeira, doença originariamente produzida por deficiência na ingestão deste mineral.
O iodo da couve é constituinte essencial da glândula tireóide, participando na produção diária dos hormônios tiroxina (T4) e triodotironina (T3).
A couve é alimento portador de boa quota de ferro, cálcio e pequena quantidade de fósforo. Ela contém mais vitamina C do que a encontrada nas frutas cítricas.

Uso medicinal da planta
O Dr. Paul Younis afirma que a couve é “remineralizante forte, laxante, oxidante e boa para asma e bronquite”.
Médicos naturistas têm utilizado a couve-flor no tratamento de graves disenterias, com esplêndidos resultados, ministrando-as simplesmente fervida em água, com um pouco de manteiga, pão torrado e sal.
Além disso, a couve é muito boa para combater  enfermidades do fígado, como icterícia e cálculos biliares, assim como os cálculos renais, hemorróidas, colite ulcerosa, menstruação difícil ou dolorosa.
Por seu conteúdo em iodo, a couve dá excelentes resultados contra o bócio exoftálmico,  caso em que se usa, de preferência, couve vermelha ou verde.
As couves verdes, mais ricas em sais minerais do que as brancas, se utilizam contra a anemia e clorose. Podem ser utilizadas nessas doenças em mistura com espinafre, cenoura, alface, picados bem finos, na dose de uma a duas colheradas em cada refeição, juntamente com outros alimentos.

Sucos sempre saudáveis
O suco de couve é tônico excelente, muito recomendado às crianças em fase de crescimento. Dissolve cálculos, combate artrite, desinfeta intestinos, cura úlceras gástricas e dá ótimo resultado como vermífugo. Dá-se às crianças às colheradas. Também é boa para expulsar solitárias.
Suco das folhas de couve, esfregado sobre o couro cabeludo, ajuda o crescimento do cabelo. Com o suco da couve vermelha prepara-se xarope calmante e peitoral, que se emprega especialmente para curar enfermidades do peito, particularmente catarros crônicos.
O suco de couve serve como tônico mineralizante, vermífugo, estimulador do apetite e como fórmula antidiarréica. Por ser rico em enxofre, serve para combater a seborréia do couro cabeludo.

Decocção ou xarope
Da couve cozida em água se obtém tisana muito eficaz contra tosse, rouquidão, asma e enfermidades dos brônquios. Sua mucilagem, em decocção ou xarope, é usada nas inflamações crônicas dos órgãos respiratórios e na tuberculose pulmonar. O caldo de couve cozida é indicado nas enfermidades da pele. Na escarlatina usa-se o decocto das folhas da couve em forma de banhos mornos.

Valor alimentício
Para o bom aproveitamento de suas vitaminas e sais minerais, a couve deve ser consumida, preferivelmente crua, em saladas, porque quando cozida, perde grande parte de seus elementos nutritivos e se torna alimento morto, no que diz respeito às vitaminas.
Por causa de seu elevado conteúdo em celulose, que a torna algo indigesta, a couve deve ser picada bem fina e muito bem mastigada. Devido à grande quantidade de enxofre, quando cozida a couve freqüentemente produz flatulências intestinais, pelo que as pessoas de estômago delicado estão propensas a indisposições originadas pelos gases, quando comem couve.
Os que preferem comer a couve ligeiramente cozida, aconselha-se não jogar fora a água da fervura, mas aproveitá-la em sopas e outros preparos, pois parte dos minerais e vitaminas fica dissolvida na água.

Medicina popular
Analgésica – Passe três dentes de alho, esmagados na panela, com meia xícara de água e sal (a gosto). Quando escurecer o alho, junte um molho de couve, ½ copo de água. Deixe em fogo brando por 15 minutos. Uma vez pronto, adicione uma colher de chá de óleo ou azeite e gotas de suco de limão.  Um prato preparado para “ suavizar” dores corporais. Essa refeição não ultrapassa 80 calorias.
Caldo de couve – Cozida em água, é usada para combater tosse, asma, doenças inflamatórias da pele.
Salada energética – Misturada na salada de alface, espinafre e cenoura, fornece prato altamente energético para pacientes debilitados.

Fonte: Vida Integral