quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Veja como melhorar o aspecto das olheiras através da alimentação

Olheiras não servem para nada: pesam e envelhecem o nosso olhar e nos dão uma cara de cansaço que muitas vezes nem corresponde com a realidade.
A causa para esse mal que assombra muitos homens e mulheres pode ter diferentes etiologias: fatores hereditários, stress, exposição excessiva ao sol, excesso de medicações, esgotamento e fatores alimentares.
Sim, uma alimentação desequilibrada não só pode piorar um quadro já instalado como também pode ajudar a desenvolvê-lo.

Veremos abaixo algumas medidas alimentares que influenciam e comprometem a moldura do nosso olhar:

- Alergias alimentares
Geralmente quem tem alergia a um alimento nem sabe que tem, mas vive se coçando. Coça o ouvido, a pele, o céu da boca e os olhos. Só a alergia em si já compromete a circulação sanguínea favorecendo a formação de manchas escuras, quando isso é associado a coceiras nos olhos o quadro piora ainda mais.
Vale verificar se há sensibilidade a alimentos alergênicos como a proteína do leite, o glúten e a soja;

- Desnutrição
Uma vida corrida e estressante, associada a uma alimentação desequilibrada resultam em um organismo em déficit de nutrientes importantes para a defesa e circulação adequada do organismo. E uma das conseqüências disso podem ser olheiras profundas. Capriche no consumo de alimentos ricos em antioxidantes como castanhas, chá verde, frutas e vegetais em abundância, especialmente os de cores vermelha, laranja e verdes;

- Falta de líquidos
Esquecer de tomar água durante o dia nos deixa desidratados e também piora o quadro;

- Sedentarismo
Na ausência da pratica de uma atividade física, nossa circulação sanguínea fica comprometida, favorecendo a pigmentação na região;

- Excesso de sal
A alimentação com muito sal pode aumentar a retenção de líquidos e piorar a congestão dos vasos da região, piorando o aspecto das olheiras. Alimentos diuréticos, ricos em água e a própria ingestão de água podem ajudar (discretamente) a diminuir a retenção de líquidos e, eventualmente, suavizar as olheiras vasculares;

- Falta de sono, stress e cigarro
O primeiro sinal de fadiga é a olheira, portanto, antes e qualquer medida, observe e repense a qualidade do seu sono e da sua vida.

O que ajuda?

- Alimentos ricos em antioxidantes e vitamina K:

Vitamina K: recomendada nos problemas de vascularização intensa, tem a capacidade de evitar as pequenas hemorragias que escurecem a pele da região.
 Fontes: fígado de porco, alface, couve-flor, espinafre, tomate, repolho e em menor proporção nos cereais, como o trigo e a aveia.

Vitaminas C e E: ação antioxidante; com leve potencial de clareamento das olheiras.
Fontes de vitamina C: acerola, frutas cítricas, kiwi, brócolis, papaia, melão, uva, espinafre, manga, batata, tomate, couve-flor, repolho, morango, abacaxi, abricó, melancia, abacate, banana, maçã e pêra;
Fontes de vitamina E: óleos vegetais (amendoim, soja, palma, milho, cártamo, girassol, etc.) e o gérmen de trigo. As nozes, as sementes, grãos inteiros e os vegetais de folhas verdes também são fontes de vitamina E.

- Alimentos ricos em ômega 3:

Essa gordura essencial melhora a circulação e protege os capilares sangüíneos, evitando a dilatação dos vasos que provoca as olheiras.
Fontes: peixes de água fria como o salmão, atum e sardinha e semente de linhaça dourada.

- Alimentos ricos em fitoestrógenos:

Estimulam o trabalho dos rins e ajudam a manter os níveis de hormônios equilibrados.
Fontes: quinua, trigo integral, feijão, soja e brotos.

Na dúvida procure um nutricionista para te ajudar a montar um cardápio equilibrado e anti-olheiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário, dúvida ou sugestão é muito bem vindo!