sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Saúde intestinal e atividade física


Você sabia que existe uma forte relação entre a saúde do seu intestino e a sua performance na prática de exercícios físicos?
   O intestino é o órgão onde ocorre e digestão e a absorção dos nutrientes que são essenciais para o funcionamento normal do nosso organismo e para a produção de energia. Ou seja, num intestino não saudável, pouco importa o que você está comendo ou tomando (suplemento), se não está havendo absorção correta desses nutrientes.
   Isso significa dedicação à toa e desperdício de dinheiro, pois mesmo com a adoção de uma alimentação saudável e equilibrada e investimento em suplementos mais caros, eles podem não estar de fato trazendo os benefícios que deveriam, simplesmente por um desequilíbrio no órgão responsável por sua absorção, uma condição que é chamada de “disbiose intestinal”.
   Mas como saber se você está com disbiose intestinal?
   Distensão abdominal, sensação de empachamento após as refeições, formação de gases, evacuações irregulares, eructações (arrotos) especialmente após comer são sinais claros de que o sistema digestório está comprometido, e não está desempenhando adequadamente suas funções de digestão e absorção.
   Este problema nas funções básicas indica que os nutrientes não estão chegando até as células, deixando o organismo debilitado e sem energia, comprometendo assim todas as suas funções, e o pior, predispondo a inúmeras doenças.
   Sem nutrientes, a célula não produz energia, e há um aumento na formação de radicais livres, já que não há antioxidantes suficientes para eliminá-los. Assim, as células vão envelhecendo mais rápido e o organismo fica mais frágil e suscetível a infecções e ao desgaste dos tecidos, levando ao aparecimento das indesejadas rugas e as unhas e cabelos enfraquecidos.
   Como na atividade física, a produção de radicais livres é intensa, esse efeito se potencializa. Além disso, a formação de energia, a eliminação de gorduras e a formação de músculos é prejudicada.
   Mas o que prejudica a saúde do intestino?
   O uso prolongado de antibióticos, antiinflamatórios e corticóides matam indiscriminadamente tanto as bactérias úteis como as nocivas no intestino. Sem as bactérias úteis, os lactobacilos, as células intestinais ficam desprotegidas e mais suscetíveis aos desequilíbrios.
   Maus hábitos alimentares também é um dos principais fatores responsáveis pelos desequilíbrios da flora intestinal. O consumo excessivo de alimentos industrializados, álcool, excesso de gordura, alimentos refinados e proteínas, aliados à uma baixo consumo de frutas, verduras e fibras, vão prejudicando a saúde intestinal, causando “buracos” onde vão sendo acumuladas toxinas e restos de alimentos, o que leva a um verdadeiro estrago na flora intestinal.
   Associados a isso tem ainda o stress, que causa desequilíbrios no Ph intestinal; o consumo constante de alimentos alergenos; alimentar-se com pressa, mastigando rapidamente os alimentos e o excesso de aditivos artificiais e agrotóxicos, hábitos estes que já se tornaram comuns nos dias de hoje.
   É importante investigar a origem dos desequilíbrios que o organismo apresenta, e muitos deles começam no intestino. Isso pode ser a base na solução de inúmeros outros problemas que você nem imaginou ter relação com este órgão, incluindo a sua energia e performance.