terça-feira, 19 de maio de 2015

Qual gordura usar para cozinhar?




Essa é uma dúvida muito comum entre meus pacientes, por isso resolvi fazer um post no assunto.

Para uso culinário, as gorduras que eu sempre indico são o óleo de coco e a manteiga ghee.
O azeite de oliva pode ser usado, porém não deve ser submetido a altas temperaturas, pois sofre oxidação. Dessa forma, o ideal é que seja usado em temperatura baixa e ao final da preparação.

Os óleos vegetais como milho, soja, girassol e canola devem ser evitados. Os estudos mais recentes mostram que, por serem ricos em Ômega 6 e pobres em Ômega 3, são extremamente inflamatórios, uma condição que pode predispor `a uma série de distúrbios e patologias.

Outros óleos interessantes para serem usados são o óleo do abacate e da linhaça mas o custo alto impossibilita o uso diário.

O óleo de coco fica muito bom com alimentos como peixe, frango, abóbora, sopas…
Para outras preparações que pedem um sabor mais neutro, use a manteiga ghee, que é a manteiga clarificada e livre de impurezas.
Veja abaixo a receita para fazer em casa.

Receita da Manteiga ghee

-­‐ 200 g de manteiga sem sal (de preferência orgânica)

Coloque a manteiga em um recipiente de vidro e coloque-­‐a em banho maria. O fogo deve ser baixo.
Após um tempo, o óleo, a água e os sólidos vão se separar em três camadas: uma espuma de caseína em cima (que é a proteina do leite, super alergênica), um oleo amarelo transparente no meio (que é a manteiga clarificada), e uma suspensão aquosa de sólidos de leite no fundo (composto por toxinas e lactose).
Com uma colher ou escumadeira, retire cuidadosamente a camada superior de caseina e dispense.
Retire com cuidado o líquido amarelo e deixe os sólidos do fundo para serem dipensados também.
Guarde dentro ou for a da geladeira.

A manteiga ghee é pura e uma ótima opção para uso em cocção, já que não oxida quando submetida a altas temperaturas.
Mas não deve ser usada com exagero, como toda gordura. 

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Suco de caixinha x suco natural



Para entender melhor, faça o seguinte raciocínio: Imagine fazer um suco fresco e colocá-lo em uma caixa, mantendo sem refrigeração por meses.
Com certeza não há mais vida, enzimas e nutrientes nesses produtos, por isso mesmo são frequentemente acrescidos de vitaminas, o que não é a mesma coisa do que a vitamina na sua forma natural do alimento.
Isso não significa que não poderemos nunca tomar sucos de caixinha. Procure sempre por boas marcas e leia rótulos! Evite os produtos que tenham acréscimo de açúcar, espessantes, corantes e/ou conservantes.
E lembre-se: sempre que, embora seja muito gostoso, não devemos tomar muito suco (mesmo que natural). É muito mais saudável comer a fruta do que o suco.